Casa da Atafona – Memórias da Emigração – José Dimas Ávila

Um percurso de vida e de memórias, entre a terra de nascimento e a emigração nos EUA.

Coleção visitável, o Museu local da família de José Dimas Ávila aborda, numa perspetiva da História e da Genealogia da família de José Dimas Ávila e esposa Eva da Natividade Costa no território da freguesia das Doze Ribeiras. Um percurso de vida, com início na freguesia das Doze Ribeiras, onde nasceu e viveu até aos 21 anos e, posteriormente, como emigrante nos Estados Unidos da América até ao presente.
Esta freguesia tem por Orago S. Jorge e é paróquia independente, desde finais ano de 1684, pela desanexação da então Santa Bárbara das Nove Ribeiras. Fica situada no lado ocidental da Ilha, um pouco a sudoeste, entre a Ribeira das Dez e a Rocha do Peneireiro no extremo da Serreta.
A partir da 2.ª metade do séc. XX, as gentes das Doze Ribeiras conheceram um grande desenvolvimento a nível cultural e educativo – a inauguração da escola primária (1 janeiro de 1960), rede elétrica (30 de maio de 1965), edifício sede da Junta de Freguesia, (12 janeiro 1969), Grupo Folclórico, (23 de abril 1974), sob a coordenação e ação do Padre João de Brito do Carmo Meneses, filho da terra.
José Dimas viveu alguns desses momentos e participou na organização desse grupo folclórico, resultando este museu da sua vontade de, como emigrante de êxito, mas que nunca esqueceu o lugar de nascimento, “devolver” algo de pedagógico e cultural à terra que o viu nascer.

Fachada
Adega
Fechadura de madeira
Alfaias agrícolas
Atafona
Lava mãos
Máquina de debulhar milho


Caminho Fundo, nº 24
Doze Ribeiras
9700 – Angra do Heroísmo

Dirija-se pela Estrada Regional nº 1, para oeste, saindo de Angra do Heroísmo, até à freguesia das Doze Ribeiras, na zona sudoeste da ilha Terceira.  Aí chegando, a Casa da Atafona fica do lado direito, cerca de 200 metros depois da igreja.

Percurso de visita

Tem início na loja da casa do proprietário onde pode apreciar:

• A história do edifício e da freguesia
• A árvore genealógica de José Dimas Ávila e esposa
• A Barbearia de José Meneses, pai de José Dimas

1.º Núcleo – 1.º piso:
Começa pela apresentação da ATAFONA apresentada como a peça central. Foi outrora, entre nós, um engenho de moenda de importância primordial no sistema moageiro do país e dos Açores, a par dos moinhos de vento e de água, que asseguravam o abastecimento de farinha e do pão.
Segundo Ernesto Veiga de Oliveira, Fernando Galhardo e Benjamin Pereira, as atafonas nos Açores são do tipo de transmissão direta, com a roda motriz ao raso do solo.

2.º Núcleo – 1.º piso
As práticas da agricultura assentes nas técnicas e equipamentos ancestrais, que estavam dependentes das condições naturais constituem a representação mais significativa.
A influência americana na utilização e adaptação de objetos de trabalho está em grande destaque.

3.º Núcleo – 2.º piso
Objetos que documentam as atividades domésticas relacionadas com a casa: a alimentação e a cozinha, o quarto de cama, a higiene e o quotidiano do mundo rural nas Doze Ribeiras no seculo XX.
Texto alusivo aos ambientes tradicionais e atuais numa casa das Doze Ribeiras.

4.º Núcleo
Objetos que ilustram o dia-a-dia da casa rural e as pequenas industrias domésticas. Documentam e explicam o funcionamento duma economia tradicional de auto-sustentação nas áreas da confeção da Comida, da roupa, da Costura, do Tear, da Caça, da Religiosidade e da Festa.

5.º Núcleo
Pátio em frente do edifício da Atafona: Exposição temporária da coleção de objetos etnográficos da coleção de José Dimas Ávila

Marcação de visitas: telefone da Junta de Freguesia: (+351) 295 906 233

Proprietário e Diretor: José Dimas Meneses Ávila

Email: dimasandavila@com.cast.net

Telefones: (+351) 295 906 900
Telemóvel: (+351) 963 279 598

Email: jf12ribeiras@sapo.pt